Número de infrações de trânsito mantém queda em Juiz de Fora

O primeiro semestre de 2018 também foi de queda no número de autuações de trânsito registrado pela Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF). Dados do Sistema de Gerenciamento de Infrações de Trânsito da Settra, divulgados nesta segunda-feira, 9, mostram redução de 12,45%, quando comparados ao mesmo período em 2017. Foi percebida ainda redução de 27,44% em registros específicos nos radares de fiscalização tripla.



Em números absolutos, nos seis primeiros meses de 2017 foram 44.588 autuações registradas, já no mesmo período de 2018 foram 39.036, redução de 5.552. As infrações dos radares no mesmo período de 2017 foram 24.723, e este ano, 17.939, ou seja, 6.784 a menos. (Os números relacionados a 2017 estão final do texto.)



Quando consideradas apenas as cinco infrações mais cometidas no município, os dados reforçam a queda. Em 2018, o ranking apresenta, nos primeiros lugares, excesso de velocidade (16.148), estacionamento irregular (14.215), avanço de sinal (2.454), trânsito indevido na faixa exclusiva (1.957) e uso do celular ao volante (1.205).



Das autuações específicas dos radares triplos ao longo do primeiro semestre de 2018 foram 16.148 casos de excesso de velocidade contra 22.950 em 2017; avanço de sinal, 1.744 este ano e 1.714 no ano passado; parada sobre faixa, 47 nos primeiros seis meses de 2018 e 59 no mesmo período de 2017.



Estas diminuições têm sido percebidas pela Settra ao longo dos últimos anos e são consideradas consequências do trabalho dos agentes do Departamento de Fiscalização de Transporte e Trânsito (DFTT), aliado à implantação de equipamentos eletrônicos (monitorando três tipos de infração: avanço de semáforo, parada sobre faixa de pedestres e excesso de velocidade) e do vídeomonitoramento. Além das campanhas educativas realizadas pela secretaria e parceiros.



Para o secretário de Transporte e Trânsito, Rodrigo Tortoriello, é preciso manter os esforços, para que haja cada vez mais reduções de autuações, e, consequentemente, menos riscos de acidentes. A presidente da Comissão Municipal de Educação e Segurança no Trânsito (Comset), Ana Beatriz Chaves, destacou que, assim como em outros países que aderiram a Década de Ação pela Segurança no Trânsito, a implementação de dispositivos de fiscalização, com as ações de educação, tem sido eficazes na redução de infrações.

Dados de 2017

- Excesso de velocidade – 22.950

- Estacionamento irregular – 14.418

- Avançar sinal – 2.640

- Usar telefone celular – 1.209

- Faixa Exclusiva - 786