Prefeitura de Juiz de Fora garante abastecimento de combustível para serviços essenciais

A Prefeitura de Juiz de Fora informa que foi viabilizado o primeiro fornecimento de combustíveis estritamente para o abastecimento dos serviços essenciais, conforme prevê o decreto de situação de emergência publicado nesta segunda-feira (28), em razão da crise gerada pela paralisação nacional dos caminhoneiros. Através de escolta da Polícia Militar, o comboio de 10 caminhões chegou à cidade na madrugada desta terça-feira (29) e pretende assegurar os serviços básicos e o transporte coletivo urbano pelos próximos dias.

Além da entrega direta do combustível nas bombas dos operadores do transporte coletivo urbano (ônibus), três postos estarão responsáveis pelo abastecimento aos demais serviços públicos essenciais, a partir das 8h, obedecendo a seguinte escala:

Posto TLP – Rua Paracatu, 444 - Bandeirantes
A partir das 8h: veículos do Samu e do Demlurb
A partir das 11h: demais veículos de serviços públicos essenciais e táxis

Posto Elefantinho – Avenida Brasil, 3349 - Centro
A partir das 8h: veículos de serviços públicos essenciais
A partir das 11h: táxis

Posto Centro Choferes – Rua Benjamin Constant, 77 – Vitorino Braga
A partir das 8h: veículos de serviços públicos essenciais
A partir das 11h: táxis

De acordo com o decreto de situação de emergência, são considerados serviços públicos essenciais aqueles da área de saúde (transporte de pacientes e de material biológico, gases medicinais e diesel para geradores, distribuição de insumos, vacinas e medicamentos), educação (transporte de alunos e distribuição de gêneros alimentícios para os estabelecimentos educacionais), transporte urbano de passageiros, coletivos e taxis, coleta de lixo, abastecimento e tratamento de água, serviço funerário e serviço de segurança urbana e defesa civil. Veículos particulares vinculados ao atendimento à saúde (ambulâncias) e à prestação de serviços públicos essenciais (empresas contratadas pelo município para este fim) poderão ser abastecidos, porém dentro do limite estabelecido no decreto, de 20 litros de combustível por dia.

Ao final da terça-feira, o comitê de contingenciamento fará um controle de estoque junto a esses postos para garantir o abastecimento nos demais dias da semana. A segurança da distribuição nestes locais será feita pela Polícia Militar e pela Guarda Municipal. A liberação do abastecimento para veículos particulares, dentro da cota diária indicada no decreto, será realizada a partir do próximo carregamento que for viabilizado pelo Município, o que já está sendo organizado para os próximos dias, através da mesma estrutura de comboio escoltado e mantendo a prioridade para os veículos de serviços essenciais. Qualquer outra comercialização de combustível na cidade deve obedecer o limite diário determinado pelo decreto de situação de emergência, ficando sujeita à fiscalização dos órgãos competentes. Está proibido o uso de galões em qualquer abastecimento.

 

 

Fonte: PJF